Como escolher o seu módulo fotovoltaico?

 

 

modules_lorentz

1 – Garantia do Módulo Fotovoltaico

Não é possível determinar a qualidade do módulo fotovoltaico apenas olhando um orçamento, é necessário olhar a ficha técnica dele.  A grande maioria dos painéis fotovoltaicos tem garantia de potência mínima de 25 anos a 80% de sua potência original. O critério principal é verificar se a garantia é apoiada por uma entidade brasileira que terá que cumprir as leis de proteção do consumidor caso haja alguma falha no desempenho do seu módulo fotovoltaico.  Pergunte ao seu Engenheiro de Energia como lidar em caso de um módulo fotovoltaico defeituoso, pergunte a si mesmo se aquela empresa estará lá pelos próximos 10, 20 e 30 anos para lhe auxiliar caso isso aconteça.

2 – Eficiência do Módulo Fotovoltaico

Quando falamos em eficiência do módulo solar fotovoltaico, estamos falando na porcentagem (%) de energia do sol que atinge a superfície do módulo fotovoltaico e é transformada em energia elétrica para o nosso consumo. Ou seja, quantos Watts/hora por m2 o seu módulo solar gera. Dessa forma, quanto maior é a eficiência do módulo fotovoltaico, mais Watts por metro quadrado o seu sistema fotovoltaico vai gerar.

Isso quer dizer que você deve escolher o módulo fotovoltaico mais eficiente? Não é tão simples assim, pois normalmente o módulo mais eficiente é também o mais caro.  Portanto, se o preço é o que lhe interessa, vale fazer a conta de R$ por Watt.

Se você gosta dos melhores produtos ou se o seu espaço disponível para receber painéis fotovoltaicos é limitado, então a escolha por módulos fotovoltaicos mais eficientes se justifica.

Para painéis fotovoltaicos de Silício Cristalino (os painéis mais utilizados no mercado), a eficiência comercial vai de 15% a 19%, sendo que quando a eficiência indicada for maior que 17% ele é considerado um módulo solar fotovoltaico com etiquetagem tipo A pelo INMETRO.

ModuloCanadianSolarCS6U-325P_1

3 – Fabricante do Módulo Fotovoltaico

Existem centenas de fabricantes de módulo solar fotovoltaico no mundo e a maioria dos painéis fotovoltaicos (placas fotovoltaicas) ainda é importada. Faça uma rápida pesquisa no Google sobre o fabricante do módulo fotovoltaico. Como é o site dele? Existe uma seção de garantias no site deles? Eles têm escritório no Brasil? Existe alguma reclamação sobre esse fabricante?

4 – Tipo de Módulo Fotovoltaico

É um Módulo Fotovoltaico monocristalino, multicristalino, filme fino ou outra tecnologia? Os tipos de módulos fotovoltaicos e seus prós e contras são discutidos na seção abaixo. Certifique-se de que você está feliz com a tecnologia que você esta escolhendo!

VANTAGENS DO PAINEL MONOCRISTALINO

  • Os painéis solares monocristalinos possuem a eficiência mais alta dentre as tecnologias comercialmente viáveis atualmente. A eficiência dos painéis solares monocristalinos está hoje entre 15% e 22%;
  • Painéis solares de silício monocristalino ocupam menos espaço. Uma vez que estes painéis solares possuem uma eficiência maior eles necessitam de menos espaço para gerar a mesma quantidade de energia elétrica;
  • A vida útil dos painéis monocristalinos é maior que 30 anos e eles vem com garantia de 25 anos;
  • Tendem a funcionar melhor do que painéis solares multicristalinos em condições de pouca luz.

DESVANTAGENS DO PAINEL MONOCRISTALINO

  • Painéis solares monocristalinos são mais caros. Do ponto de vista financeiro, um painel solar que é feito de silício multicristalino e, em alguns casos de filme fino, pode ser uma escolha melhor para os proprietários que se importam somente com o custo;
  • O processo Czochralski usado para produzir silício monocristalino resulta em grandes lingotes cilíndricos. Quatro lados são cortados dos lingotes para fazer as lâminas de silício e por isso uma quantidade significativa do silício não é aproveitada naquela célula e precisa ser reciclado.

VANTAGENS DO PAINEL MULTICRISTALINO

  • A quantidade de silício residual gerado durante o processo  de corte das células fotovoltaicas é menor em comparação com monocristalino;
  • Painéis multicristalinos tendem a ser um pouco mais baratos que os painéis solares monocristalinos;
  • A vida útil dos painéis multicristalinos é maior que 30 anos e eles vem com garantia de 25 anos.

DESVANTAGENS DO PAINEL MULTICRISTALINO

  • A eficiência de painéis solares multicristalinos é tipicamente entre 14 e 20%. Isso é devido, principalmente, a menor pureza do polisilício. Painéis solares monocristalinos são normalmente mais eficientes;
  • Menos Watts por hora por m². Você normalmente precisa de uma área maior de painéis multicristalinos para gerar a mesma quantidade de Watts/m² que o painel monocristalino. Isto não necessariamente significa que o Mono é melhor que o Multi/Poli.

VANTAGENS DO PAINEL DE FILME FINO

  • A produção em massa é simples em comparação com a tecnologia cristalina. Isto os torna potencialmente mais baratos de fabricar do que as células solares de base cristalinas;
  • Sua aparência homogênea é esteticamente bonita;
  • Pode ser feito flexível, o que abre um leque de aplicações muito grande;
  • Altas temperaturas e sombreamento de árvores e outras obstruções tem menos impacto sobre o desempenho do painel solar de filme fino.

DESVANTAGENS DO PAINEL DE FILME FINO

  • Painéis solares de filme fino não são, em geral, utilizados na maioria das instalações de sistemas fotovoltaicos residenciais. Eles são baratos, mas eles também exigem uma grande quantidade de espaço;
  • Menos eficiência por m² significa que o seu custo com estrutura de instalação, mão-de-obra e cabeamento tende a aumentar;
  • Painéis solares de filme fino tendem a degradar mais rapidamente do que os painéis solares mono e policristalinos, e é por isso que eles geralmente vêm com uma garantia mais curta.

5 – Tolerância de Potência do Módulo Fotovoltaico

Esta é a variação entre a potência indicada na folha técnica e, a energia real gerada. Por exemplo, um módulo solar fotovoltaico de 330W com uma tolerância de + 5/ – 5% poderá produzir qualquer coisa de 313,5W até 346,5W. Esteja ciente deste número, uma vez que ele irá afetar diretamente a quantidade de energia que você vai gerar.

Alguns fabricantes de módulos fotovoltaicos  possuem garantia de “tolerância positiva” , isso significa que a produção de energia é garantida ser, pelo menos, o que esta especificado no módulo solar. Por exemplo: um módulos fotovoltaicos com potência especificada de 330W e uma tolerância de +5% / -0% irá produzir um mínimo de 330W e uma máxima de 346,5W.

6 – Qualidade da “moldura” de alumínio do Módulo Fotovoltaico

unnamed

O quadro de alumínio, que vai ao redor do módulo solar fotovoltaico é um bom indicador da qualidade geral da fabricação do módulo fotovoltaico. Olhe para os cantos. Eles estão perfeitamente unidos? A moldura foi colada (não é aconselhável), aparafusada ou soldada nos cantos? Se a aparência é importante para você – então procure um módulo fotovoltaico que foi anodizado em preto – eles são lindos! (mas podem custar mais caro).

7- A Camada Inferior do Módulo Fotovoltaico (Backsheet)

Todos os painéis solares fotovoltaicos (placas fotovoltaicas) têm uma folha inferior de plástico coladas na parte de trás do módulo fotovoltaico para proteger as células fotovoltaicas. Se a folha estiver com bolhas de ar ou sinais de que vem descolando isso é sinal de um módulo fotovoltaico de baixa qualidade.

8 – Diodos Bypass do Módulo Fotovoltaico

Se o seu módulo fotovoltaico for mono ou multi cristalino então os diodos de Bypass são obrigatórios. Eles são diodos que custam alguns centavos cada um e são colocados em cada “série  de células fotovoltaicas” na parte de trás do módulo solar fotovoltaico. Se você não tem diodos de bypass, uma pequena sombra em uma pequena parte do seu módulo solar fotovoltaico pode afetar a produção de energia do módulo todo.

9 – Custo do Módulo Fotovoltaico

O cálculo óbvio de se fazer é calcular quantos “Watts” por “R$” você esta comprando.
Lembre-se, na maioria das vezes você recebe pelo o que você paga, portanto seja cauteloso ao escolher um sistema solar apenas pelo preço. Entretanto, existem promoções e alguns fornecedores realmente têm preços de placas fotovoltaicas mais competitivos que outros. Apenas tenha certeza de comparar corretamente levando em conta garantia, serviços, produto, qualidade etc…
Nota: o custo dos sistemas de energia solar pode ser substancialmente afetado pela dificuldade da instalação. (quanto mais difícil for de instalar mais caro ele será).

10 – Coeficiente de temperatura do Módulo Fotovoltaico

Isto é especialmente importante no Brasil! O coeficiente de temperatura é um número que descreve a forma como o módulo solar fotovoltaico lida com temperaturas quentes – onde quente é definido como uma temperatura maior que 25 graus Celsius. As unidades deste coeficiente são expressas em “%” por graus “ºC”. Quanto menor esse número, melhor!

Quanto mais sol você tiver em seu telhado mais energia você poderá gerar. Não se este número é muito alto. Quanto maior este número, menos energia ele irá produzir em dias muito quentes, quando o sol está em pleno vigor!

Um coeficiente de temperatura alto é um sinal de um módulo de baixa qualidade. Um número razoável é entre 0,4 e 0,5%. Acima de 0,6% é um sinal de alerta. Entre 0,45 e 0,3%, é sinal de um excelente módulo solar fotovoltaico.

IMG-20180910-WA0026

Agora você já possui informações suficientes para fazer uma boa escolha de equipamentos, mas não esqueça, você deve confiar em profissionais especializados nessa área (Engenheiros de Energia), pois diversos detalhes de projeto e instalação podem sim dar uma enorme dor de cabeça. FICA A DICA!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br

Anúncios

Painéis Solares Fotovoltaicos Resistem a Queda de Granizo?

Hail

Os painéis fotovoltaicos são uma das tecnologias mais duráveis de geração de energia limpa que o homem conhece. Com manutenção mínima, o seu sistema de energia solar pode continuar operando com desempenho máximo durante décadas.

Se
As células fotovoltaicas cristalinas que compõem a maioria dos painéis solares são realmente muito frágeis. Qualquer microfissura nas células fotovoltaicas dentro do painel solar pode reduzir o desempenho dele (produzir menos energia).

Capturfgfgar
Hoje em dia os painéis solares de alta qualidade, geralmente vêm equipados com vidro temperado de 3.2mm para proteger as células fotovoltaicas. Em condições específicas de teste, estes painéis podem suportar chuva de granizo nas mais diversas formas possíveis.

modulos_granizo
Os painéis solares fabricados dentro das normas internacionais (IEC61215) podem suportar pedras de granizo de 35mm viajando a 100 km/hora. O dano aos painéis solares por chuva de granizo é extremamente raro. Além do mais, os painéis solares não costumam ter impactos diretos durante a chuva de granizo devido aos ângulos inclinados dos telhados padrão onde eles são instalados, desta forma reduz-se ainda mais a possibilidade de danos por granizo.

IEC_61730_&_IEC_61215
A montagem correta do sistema de fixação é essencial para que o seu sistema de energia solar realmente resista a ventos fortes, chuvas de granizo e não cause goteiras na sua casa. Na hora de adquirir o seu, atente ao padrão de qualidade IEC61215!

Mas não esqueça, você deve confiar em profissionais especializados nessa área (Engenheiros de Energia), pois diversos detalhes de projeto e instalação podem sim dar uma enorme dor de cabeça. FICA A DICA!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br

Quero Investir em Energia Solar, Vou Ter Energia Quando Minha Vizinhança Estiver Sem Luz?

Em um sistema de energia solar fotovoltaica on-grid, a geração de energia elétrica de sua casa estará também conectada à rede pública de eletricidade. Sendo assim, quando a sua unidade gera mais energia do que o necessário para alimentar os seus equipamentos, o excedente é inserido no sistema público, e convertido para você em créditos de energia que serão descontados de sua conta de luz no final do mês ou acumulados. Entretanto, se o seu sistema fotovoltaico não conseguir gerar a energia demandada para o período, sua casa poderá contar com a eletricidade da rede pública, fazendo com que assim você pague apenas pela energia comprada da concessionária (diferença entre geração e consumo), baixando consideravelmente o valor de sua conta de luz.

safe_image

Esse tipo de instalação de energia solar fotovoltaica on-grid tem impulsionado o setor de energia solar devido a sua praticidade, economia e retorno de investimento atrativos para diversos seguimentos de consumidores, entretanto não supre a energia elétrica em momentos que ocorre a queda de luz da rede de distribuição.

O inversor, equipamento que converte a corrente gerada pelos módulos de contínua para alternada, possui um sistema chamado anti-ilhamento que é responsável por cessar o fornecimento de energia do sistema fotovoltaico para a rede elétrica. Isso é necessário pois sem esse mecanismo poderiam haver falhas técnicas e de segurança, tanto para a equipe de manutenção do sistema elétrico quanto para o sistema de geração distribuída e os equipamentos conectados a rede. Já pensou se a eletricidade gerada pelo seu sistema fotovoltaico causasse um acidente com funcionários da concessionária que estivessem fazendo manutenção na rede elétrica? Para evitar esse risco, em caso de queda no fornecimento de energia gerada pela distribuidora, o sistema fotovoltaico também não funciona.

casa-com-placas-solares-durante-a-noite-1046393

FELIZMENTE HÁ SOLUÇÃO PARA ESSA NECESSIDADE, MAS SAIBA QUE O INVESTIMENTO NECESSÁRIO SERÁ MAIOR EM COMPARAÇÃO COM O ANTERIOR!

Trata-se do sistema solar fotovoltaico off-grid, ou seja, não tem ligação com a rede pública. Toda a energia gerada pelo seu sistema de geração de energia fotovoltaica abastecerá os seus equipamentos ou será armazenado em um banco de baterias estacionárias preparadas para fornecer eletricidade suficiente para as necessidades de sua casa mesmo em períodos em que seu sistema fotovoltaico não esteja gerando a energia suficiente. Este tipo de sistema é indicado para locais remotos onde a rede pública não chegou, ou regiões com elevada frequência de queda de luz da rede pública, proporcionando a viabilidade do sistema.

Os sistemas off-grid também precisam de inversores elétricos, uma vez que a maior parte dos equipamentos domésticos também funcionam com energia elétrica alternada, e não em corrente contínua. Entretanto, diferentemente do inversor on-grid, o inversor off-grid não depende da leitura do sinal de corrente alternada da rede pública para entrar em funcionamento, já que possui uma fiação elétrica independente. As baterias servem para acumular a energia e manter o funcionamento dos equipamentos em dias nublados, chuvosos e no período da noite.

Uma outra alternativa são os sistemas híbridos, ou seja, um sistema de geração fotovoltaica conectado à rede elétrica (similar ao sistema on-grid), mas também integrado com um sistema de armazenamento de energia inteligente (similar ao sistema off-grid), que gera além da economia, uma maior confiabilidade para cargas prioritárias.

On-grid, Off-grid ou Híbrido, a energia solar fotovoltaica é a melhor opção para sua casa, empresa ou condomínio. Faça uma cotação e descubra qual a melhor maneira de se utilizar esta energia limpa e 100% renovável em suas propriedades, gerando economia e melhorando o nosso meio ambiente.

Mas não esqueça, você deve confiar em profissionais especializados nessa área (Engenheiros de Energia), pois diversos detalhes de projeto e instalação podem sim dar uma enorme dor de cabeça. FICA A DICA!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br

 

Não Vou Gerar a Minha Energia em Dias Nublados?

Esse é um dos questionamentos mais utilizados por clientes que estudam a implementação de microgeração de energia solar fotovoltaica em seus estabelecimentos. A resposta para essa pergunta não é tão simples assim, vejamos:

  1. Os módulos fotovoltaicos são compostos pela junção de células fotovoltaicas que convertem a luz do sol em eletricidade, ou seja, com a incidência da luz, uma corrente e uma diferença de potencial é estabelecida. Quanto maior a quantidade de radiação disponível, maiores serão os valores de corrente e tensão;
  2. A energia elétrica fornecida pelos módulos fotovoltaicos em funcionamento é em corrente contínua. Para que você a utilize é necessário possuir equipamentos que trabalhem com corrente contínua ou possuir um equipamento (inversor) que converte o sinal contínuo da eletricidade em um sinal senoidal (corrente alternada) de acordo com a grande maioria de equipamentos elétricos comercializados no mercado. Dessa forma, podemos estabelecer a seguinte relação: Necessito de um inversor, que para entrar em funcionamento necessita de um valor “X” de energia elétrica, bem como os valores de tensão e de corrente fornecidos pelos módulos fotovoltaicos aumentam e diminuem conforme a quantidade de luz disponível;
  3. Conclui-se que, um bom projeto elétrico deve levar em consideração a energia elétrica que os módulos fotovoltaicos fornecerão para que o inversor entre em funcionamento, tanto em dias lindos e ensolarados como em dias nublados e até mesmo chuvosos.

5Assumindo a ideia de que um bom projeto elétrico foi realizado, a resposta é SIM. Você vai gerar a sua energia elétrica com o seu sistema de energia solar em dias nublados!

Embora seja menos eficiente, gerando entre 10% e 25% da sua capacidade normal, a energia solar fotovoltaica ainda gera energia nesses dias. A menor geração nos dias nublados é compensada pela energia gerada em excesso nos dias de maior insolação. Os créditos gerados são usados quando a geração for menor ou durante a noite quando não há geração. No projeto do sistema são considerados os dados históricos atmosféricos da localidade onde será instalado o sistema. Assim, o balanço anual de geração do sistema fica próximo do esperado.

Mas não esqueça, você deve confiar em profissionais especializados nessa área (Engenheiros de Energia), pois diversos detalhes de projeto e instalação podem sim dar uma enorme dor de cabeça. FICA A DICA!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br

Qual é a Célula Fotovoltaica mais Eficiente? Consigo Comprá-la?

A imagem abaixo apresenta as melhores células fotovoltaicas já fabricadas em diferentes tecnologias ao longo dos anos. ♻️🌎☀️

untitled.png

A tecnologia Multijunction Cells atualmente detém o recorde de eficiência (46,0%) na conversão de energia da luz solar (fótons) em energia elétrica. Entretanto, esse recorde e tantas outras eficiências com valores de eficiência entre 20% a 40% são alcançados em nível de laboratório. Sendo assim, ainda não é possível comprar módulos fotovoltaicos de células com essas eficiências.

A grande maioria dos módulos fotovoltaicos disponíveis para compra possuem eficiências entre 16% a 20%, são produzidos em escala industrial e sobre a tecnologia Crystalline Si Cells (Silício Mono e Multicristalino).

No Brasil, um resultado importante para a área de células solares foi noticiado no dia 13/06/2017! O recorde de eficiência de células solares com processo industrial e totalmente desenvolvido no Brasil foi alcançado!

O Núcleo de Tecnologia de Energia Solar (NT-Solar), coordenado pelos professores da FAFIS – Faculdade de Física da PUCRS, Adriano Moehlecke e Izete Zanesco, produziu uma célula solar com eficiência de 17,3%. Trata-se de uma célula solar de 4 cm² que foi produzida em lâmina de silício grau solar e se diferencia do processo padrão da indústria atual de células solares de silício, porque o campo retrodifusor foi produzido pela difusão de boro, em vez de alumínio, o que possibilitou a passivação de ambas as faces da célula solar.

Imagem1111

Nessa célula, a passivação foi produzida por dióxido de silício que é crescido nas duas faces simultaneamente. O projeto foi financiado pela Eletrosul e PUCRS.

Em meu mestrado no NT-Solar (Diogo Lino Bruschi), em 2009/2010, ajudei a desenvolver uma célula fotovoltaica a nível laboratorial também utilizando boro como dopante e alcançando uma eficiência de 14,6% na melhor célula fabricada.

Sinto-me orgulhoso pelos meus orientadores Adriano Moehlecke e Izete Zanesco e por ter participado do NT-Solar.

Se você tem curiosidades quanto a energia solar fotovoltaica, pode acompanhar as notícias do NREL – National Renewable Energy Laboratory. Através do site é possível obter conhecimento atualizado do avanço da tecnologia.💡
www.nrel.gov/pv/assets/images/efficiency-chart.png

Espero que essa leitura tenha lhe ajudado e ficamos a sua disposição para contato.

Obrigado e continue nos acompanhando!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br

Quero um orçamento para energia solar fotovoltaica, mas tenho que enviar minha última conta de energia elétrica, por quê?

O interesse sobre energia solar fotovoltaica cresceu muito nos últimos anos, assim como o valor cobrado pelas distribuidoras pelo consumo da sua energia elétrica. Diariamente, milhares de pessoas entram em contato com empresas do setor de energia solar a procura de um orçamento. Será que é muito caro? Posso pedir um sistema simples e barato para começar a gerar minha energia? Isso funciona mesmo?

Esses são alguns exemplos de questionamentos frequentes das pessoas quando solicitam um orçamento para um sistema de energia solar fotovoltaica. Na hora de pedir o orçamento, muitos indicam a metragem quadrada de suas residências, outras fornecem um valor estimado de consumo (ex: 300kWh/mês), bem como outras informações diversas.

Então a empresa retorna ao cliente e não informa os valores de investimento tão esperados, mas sim lhe solicita a cópia de sua última conta de energia elétrica. Por que isso?

20180324_212633_0001

Vamos então listar algumas razões que justificam essa solicitação por parte das empresas do setor de energia solar:

  1. Fornece o endereço completo do cliente, assim é possível visualizar, via imagens de satélite, quais são os locais disponíveis para a instalação dos equipamentos, inclusive realizar medições de área, orientação solar e possíveis obstáculos que possam afetar o desempenho adequado dos módulos fotovoltaicos, etc.
  2. Fornece o histórico de consumo dos últimos 12 meses, bem como a forma com que o cliente é atualmente atendido (baixa tensão ou média tensão – monofásico, bifásico ou trifásico). Isso é muito importante para se fazer um cálculo da média de consumo anual adequada. Você sabia que a taxa mínima cobrada pela distribuidora de energia é diferente para cada caso? Por exemplo: Joãozinho é atendido em baixa tensão com rede trifásica. A taxa mínima dele será de 100kWh x o valor cobrado por kWh consumido e Joãozinho não só paga como tem disponível esses 100kWh por mês para consumir. Pensava que era uma média simples? Sendo assim, a média anual de geração de energia solar fotovoltaica deve atender a esses requisitos para que o cliente comece a pagar somente o mínimo exigido pelo tipo de ligação a que está conectado.
  3. Fornece o valor do kWh cobrado pela distribuidora de energia elétrica e os impostos como ICMS, PIS/PASEP, COFINS, etc. Algumas distribuidoras colocam o valor do kWh já com os impostos embutidos, já outras não. As empresas utilizam esses dados para comparar os valores gastos com consumo de energia elétrica no passado e fazer uma estimativa de valores que serão economizados através da geração de energia solar fotovoltaica e assim encontrar a melhor relação custo benefício.

Essas informações contidas na conta de energia elétrica do cliente, aliadas às características de funcionamento dos equipamentos a serem escolhidos pelo projetista solar, resultam em um orçamento adequado.

Retomando aos questionamentos iniciais. Atualmente, é possível adquirir um kit completo de energia solar fotovoltaica com um investimento de menos de 5.000,00 reais, ou seja, você pode sim ter um sistema simples para começar a gerar a sua própria energia elétrica e, com certeza, essa tecnologia funciona muito bem. Entretanto, a economia gerada mensalmente por esse sistema simples pode ser insuficiente para se obter um retorno do investimento adequado. Mesmo que os equipamentos durem no mínimo 25 anos, você não quer levar 10 anos para pagar o valor investido no sistema, não é mesmo? O importante é você investir o menor valor e obter a maior economia possível, até porque você continuará pagando energia elétrica para a distribuidora (sistemas on-grid).

Como visto nesse post, a conta de energia elétrica do cliente é fundamental para um bom investimento, pois o mito “zerar a conta de luz” é irrelevante comparado ao fator “retorno do investimento“.

Mas não esqueça, você deve confiar em profissionais especializados nessa área (Engenheiros de Energia), pois diversos detalhes de projeto e instalação podem sim dar uma enorme dor de cabeça. FICA A DICA!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br

 

Placa Solar Fotovoltaica Chinesa não presta?

O mais importante pra você saber e escolher a marca do painel solar fotovoltaico para sua instalação é se o fabricante é Tier 1 e se é mundialmente aceito!

Tier 1 significa basicamente que ele produz desde o silício até os painéis solares. Isso te traz inúmeras vantagens, não só técnicas, como de confiabilidade. Não se baseie muito no que está no papel e no discurso de quem vende, pois isso é CONVERSA DE VENDEDOR.

Algumas empresas Tier 1 mundialmente reconhecidas e presentes no Brasil são: Canadian, Yingli, Jinko, JA, Trina, Kyocera, Solarword (devo ter esquecido outras importantes, mas é legal saber que existem algumas).

A Chinesa Jinko Solar, além de ser Tier 1 e mundialmente reconhecida, é atualmente a líder mundial na indústria solar.

20180320_102102_0001.png

Vamos fazer um exercício comparando as placas fotovoltaicas das fabricantes Jinko (Chinesa) e Canadian (Canadá). A potência escolhida é de 340Wp.

1

Percebam que os valores de eficiência e de tolerância são muito semelhantes. Sendo assim, fica evidente que ambas as marcas funcionam de forma adequada.

Respeitando as dicas fornecidas nesse post referente a escolha de painéis solares fotovoltaicos, a sua instalação terá eficiência, durabilidade e segurança!

A instalação de um sistema de energia solar fotovoltaica vai muito além da escolha dos equipamentos. O dimensionamento correto e a gestão da energia que será gerada ao longo dos anos são fatores determinantes para uma rentabilidade adequada. Confie em profissionais habilitados a fazerem esse dimensionamento, confie em Engenheiros de Energia!

Espero que essa leitura tenha lhe ajudado e ficamos a sua disposição para contato.

Obrigado e continue nos acompanhando!

EQUIPE SUSTENTÁVEL & CIA – www.sustentavelecia.eng.br